Os modelos anatômicos são instrumentos importantes para o estudo da anatomia e fisiologia humana, animal e vegetal, podendo ser aplicados desde o ensino médio até em universidades. Entenda abaixo o que são esses modelos, seus tipos e por que são tão importantes para o ensino.

O que são modelos anatômicos?

Os modelos anatômicos são peças utilizadas para fins educacionais que mimetizam partes do corpo, possibilitando uma melhor visualização de suas interações e funcionamento. São instrumentos que possibilitam um estudo mais prático sobre a fisiologia e anatomia, substituindo peças reais que necessitam de meios de conservação e que podem trazer contaminantes para aqueles que as manipulam.

Qual a importância dos modelos anatômicos?

Para estudar ciências e a biologia é essencial que se haja uma relação entre a teoria e a prática. Dessa forma, para demonstrar praticamente todos os conceitos ensinados é necessário que os professores utilizem diversas estratégias pedagógicas para melhorar a fixação do conteúdo. Sendo assim, utilizar modelos anatômicos pode ser a melhor opção para trazer maior elucidação do que é ensinado.

Quais são os tipos de modelos anatômicos?

Os modelos anatômicos podem ser de diferentes tipos de acordo com a parte do corpo que se deseja estudar ou dependendo do modelo ensinado. Veja abaixo quais são os principais e onde podem ser aplicados.

Animal

Os modelos anatômicos animais são muito usados na medicina veterinária em disciplinas que se estudam a anatomia e fisiologia animal. Dessa maneira, trazem um conhecimento prático sobre o assunto, sem esbarrar em questões éticas de proteção aos animais. Há modelos anatômicos de gatos, cachorros, cavalos e também de partes específicas do corpo de cada animal.

Vegetal

A biologia vegetal é muito estudada nas ciências biológicas e é um assunto muito difícil de se visualizar na prática. Por isso, a utilização de modelos vegetais é crucial para disciplinas como a botânica e a fitopatologia, por exemplo. Dentre os modelos vegetais podemos incluir as células vegetais e estruturas das plantas como talos e raízes.

Humano

Os modelos humanos são bastante úteis em disciplinas como a anatomia e fisiologia, possibilitando uma visualização mais eficiente dos órgãos, suas conexões e mecanismos. Podem ser de variados tipos dependendo da área do corpo que se deseja estudar.

De acordo com a parte do corpo

Os modelos anatômicos também podem variar de acordo com a parte do corpo estudada.

Esqueleto e ossos

Esses modelos demonstram os ossos do corpo, seja humano ou animal, possibilitando a visualização de sua estrutura. São muito comuns na medicina, veterinária, odontologia e fisioterapia. Há modelos articulados e que apresentam numeração que permitem um estudo mais facilitado e eficiente.

Músculos, tendões e vasos

Os músculos, ossos e tendões são modelos muito usados em consultórios médicos e em universidades. São bastante comuns em cursos de medicina, fisioterapia e muito aplicados em disciplinas específicas como no estudo do sistema cardiovascular e muscular, por exemplo.

Órgãos e sistemas

Os modelos de órgãos e sistemas também são muito usados em consultórios e nas universidades, podendo variar de acordo com a disciplina que se deseja ensinar. São muito comuns no estudo dos mais variados sistemas, por isso, são usados em diversos cursos como em medicina, biologia, fisioterapia e odontologia.

Conclusão

Os modelos anatômicos são ferramentas muito úteis para o aprendizado, por isso são considerados materiais didáticos imprescindíveis para muitas aplicações no ensino. Há diversos tipos que podem variar de acordo com a área do corpo e a disciplina estudados.

Loja de modelos anatomicos

Na Loja Roster você encontra diversos modelos anatômicos. Com certeza um deles será ideal para a sua necessidade! Para acessar clique aqui

Compartilhe