O liofilizador é um equipamento usado em muitas áreas, desde laboratórios de pesquisas até na indústria alimentícia, farmacêutica e tecnológica. Esse equipamento utiliza o processo de liofilização para realizar a sua principal função e pode ter alguns tipos distintos e adequados de acordo com a finalidade a que foram designados.

Mas afinal, você sabe o que é um liofilizador, como ele funciona e suas aplicações?

Liofilizador: Tudo o que você precisa saber sobre esse equipamento

O liofilizador é muito útil, pois além de preservar melhor os alimentos, possibilita que eles sejam armazenados com maior facilidade, dispensando o uso de temperaturas muito baixas e também os tornando mais leves. Veja um pouco mais sobre alguns conceitos da liofilização, seu modo de funcionamento e outras informações pertinentes.

O que é a liofilização?

A liofilização é uma técnica de separação que utiliza a sublimação para realizar a desidratação de um produto. Consiste em três etapas que incluem o congelamento, a remoção do gelo e a separação da água contida na amostra. Na primeira fase toda a água do material é transformada em gelo. Após isso, ocorre o processo de sublimação, onde todo o gelo anteriormente produzido é transformado em vapor.

A terceira etapa permite retirar toda a água que ainda se encontra adsorvida ao produto, sendo essa transformada em vapor. É um processo muito importante para manutenção de produtos, já que após esse procedimento o material não necessita ser mantido em ambiente refrigerado, fazendo com que o armazenamento seja mais simplificado.

O que é o liofilizador?

O liofilizador é o equipamento capaz de promover a liofilização, fazendo com que a água de um produto seja retirada, sem que esse perca as suas propriedades. Possui um componente que possibilita alocar os materiais que serão submetidos ao procedimento, além de uma ferramenta que reduz a pressão em torno do produto que se deseja secar.

Como o liofilizador funciona?

O processo de congelamento da amostra pode ser feito diretamente no liofilizador ou em outro equipamento que possibilite essa etapa. Já no liofilizador, a amostra é submetida a uma queda de pressão que ocorre com o auxílio da bomba de vácuo do aparelho.

Para que o gelo contido no material, mude de estado, passando do sólido diretamente para o vapor, é necessário que a temperatura seja elevada, impedindo que a amostra sólida seja transferida para o estado líquido.

Quais são os principais tipos de liofilizador?

1. Liofilizador de bancada

O liofilizador de bancada é adequado para os laboratórios, sendo muito utilizado para preservação de amostras. Pode também ser aplicado em pesquisas com alimentos, fazendo com que esses produtos sejam mais facilmente acondicionados, ampliando o seu prazo de validade.

2. Liofilizador tipo bandeja

O liofilizador de bandeja é o mais comum e pode ser utilizado em diversos âmbitos. Entretanto, em laboratórios e na indústria farmacêutica, esse tipo pode não ser o adequado já que é difícil manter o produto estéril durante o procedimento.

3. Túnel

Nesse tipo de liofilizador, o processo de secagem ocorre em uma grande câmara de vácuo e utiliza ciclos de pressão. Essa característica é uma vantagem, que faz com que o procedimento de secagem seja realizado de forma mais rápida que outros equipamentos que usam a pressão constante.

4. Liofilizador contínuo

São mais econômicos, possuem um fácil controle e sua principal vantagem é a facilidade de operação, sem que haja necessidade de supervisão constante.

5. Liofilizador por micro-ondas

É um dos mais caros, principalmente pela forma de energia utilizada. Além disso, possui um controle mais dificultado que os outros modelos.

Onde os liofilizadores são usados?

Na indústria alimentar

No âmbito alimentar, o liofilizador é bastante utilizado para desidratar alimentos que são destinados ao consumo instantâneo e também na preparação de frutas que serão usadas em determinados produtos. Pode ser usado em leites, para que esses sejam desidratados sem que percam os seus nutrientes, preservando suas enzimas e proteínas.

Na indústria farmacêutica e laboratórios

A indústria farmacêutica lida com diversas amostras e produtos de simples degradação. Para prevenir a perda das características desses produtos, a liofilização pode ser uma forte aliada. É muito importante para estabilização de micro-organismos em cultura, preservar espécimes biológicas, drogas e fármacos.

Na preservação de objetos

Livros e outros objetos danificados pela água podem ser preservados utilizando técnicas de liofilização. Além disso, a preservação de pétalas e flores para fins decorativos também é uma das maneiras de utilizar a liofilização para manter as características de objetos.

Para melhor armazenamento de objetos

Produtos secos ocupam menor espaço e também pesam menos. Essa característica é importante para quem deseja armazenar uma grande quantidade de material, porém não dispõe de um espaço maior para isso.

Na química

Produtos podem ser liofilizados para que se tornem mais estáveis e mais simples de se utilizar posteriormente. A liofilização também é muito utilizada para remoção de solventes, sendo importante também para separação em materiais que são sensíveis ao calor.

Na nanotecnologia

A liofilização é muito útil por permitir a purificação de nanotubos sem que esses se agreguem, fato que pode ocorrer quando há uma secagem convencional. Vantagens da liofilização Ampliação do prazo de validade O processamento em baixas temperaturas e a rápida sublimação dos materiais possibilitam que a deterioração seja dificultada. Quando todas as etapas são feitas de forma eficiente e a armazenagem é adequada, o prazo de validade de um produto pode ser expandido.

Facilidade na reidratação

Produtos que não são secos de forma adequada, também não são reidratados corretamente, fazendo com que sua qualidade seja duvidosa. Com a liofilização, o processo de secagem é eficiente e a reidratação pode ser feita de forma eficaz, fazendo com que o produto seja de melhor qualidade, principalmente no âmbito alimentar.

Manutenção das características

A união das baixas temperaturas e redução da deterioração dos produtos fazem com que as características desses materiais sejam facilmente mantidas por meio da liofilização. Sendo assim, os nutrientes, a cor, a textura e o sabor são preservados através desse processo.

Conclusão

O liofilizador é um equipamento essencial para realizar a desidratação eficiente de uma amostra ou produto sem que esse perca as suas propriedades e nutrientes. É muito utilizado em diversos âmbitos e podem ter variados tipos que são específicos para algumas finalidades.

Por ser um item usado em tantas áreas, é interessante pesquisar sobre qual é o mais adequado para a sua necessidade. Dessa forma, antes de adquirir esse equipamento busque por aquele que melhor satisfaz a sua demanda.

Compartilhe