Microscópio Digital

4 Produto(s)

por página

Tabela  Lista 

Direção Descendente

4 Produto(s)

por página

Tabela  Lista 

Direção Descendente

Saiba tudo sobre o microscópio digital

Muitas são as inovações tecnológicas capazes de auxiliar estudos na área da saúde. A microscopia é um dos campos mais importantes na pesquisa por possibilitar a investigação de pequenas estruturas não observadas a olho nu. Com o avanço na área muitas descobertas foram realizadas graças à oportunidade de examinar o mundo microscópico e suas peculiaridades. Diversos microscópios foram desenvolvidos para diferentes formas de uso. Ópticos, com contraste de fase e eletrônicos, cada um com sua especificidade para atender uma variedade de aplicações. Com o advento das câmeras digitais, um novo aparelho tem encontrado seu espaço no âmbito da microscopia: o microscópio digital.

O que é o microscópio digital?

Esse novo aparato combina a aquisição digital de imagens com a utilização de uma tela para visualização. Com essa metodologia é possível observar diversas lâminas ao mesmo tempo, obter uma imagem de grande ampliação e usar ferramentas computacionais para realizar medições. Em muitos desses aparelhos é necessário a utilização de um computador para manuseio da aparelhagem.

Qual a diferença do microscópio digital e do microscópio ótico ?

Uma das diferenças entre um microscópio óptico convencional e um digital é a utilização de uma câmera que, habitualmente, fica localizada na ocular do aparelho. Muitos desses dispositivos não permitem a visualização da amostra pelas oculares, sendo possível gerar a imagem apenas através de telas acopladas. Outro ponto distinto está relacionado ao cálculo da ampliação da imagem. Enquanto nos aparelhos ópticos se multiplica a ampliação da objetiva pela obtida através da ocular, nos equipamentos digitais o aumento é quantificado pela relação entre o tamanho mostrado na tela e o original da amostra.

Estrutura e principais componentes do microscópio digital

O equipamento é constituído por uma câmera digital que se encontra localizada na ocular do aparelho ou embutida ao mesmo, permitindo registrar imagens da amostra em alta resolução. As ilustrações capturadas podem ser visualizadas em uma tela vinculada ao microscópio ou transmitidas para um computador. Dependendo da conexão, os microscópios podem conter uma entrada USB ou um cartão SD. Microscópios digitais avançados utilizam softwares para manipulação da aparelhagem.

Tipos de microscópios digitais

1. Estéreo

Esses aparelhos não necessitam da utilização de um computador. São compostos por um monitor que permite a visualização das imagens obtidas, alguns incluem a tela em separado. Normalmente os registros são salvos em um disco rígido que permite a transferência posterior das fotografias. 

2. Portátil

Sua principal vantagem está em permitir o transporte para diversos lugares. Em contrapartida, o nível de ampliação é menor quando comparado aos outros modelos. Em geral, possuem a câmera já acoplada, mas também podem ser conectados a um computador.

3. USB

Para utilização desse microscópio é necessário a conexão com um computador.
Comumente utilizam softwares para manipulação das imagens e do próprio equipamento.

4. Combinado

Esse tipo permite a visualização da amostra através da lente ocular, além de possuir uma câmera integrada. A qualidade das imagens obtidas vem progredindo a medida que a fotografia digital também evolui. Atualmente, novas funcionalidades podem ser incluídas na microscopia digital como o autofoco e visualizações tridimensionais.