A eletroforese é uma metodologia amplamente utilizada em laboratório e outros âmbitos. Pode ser indispensável em algumas aplicações, como na área investigativa, criminal, em pesquisas e até mesmo na avaliação da paternidade. Apesar de ser uma técnica muito comum, ainda há pessoa que a desconhecem ou que sabem pouco sobre ela.

Se você deseja entender um pouco mais sobre a eletroforese, como ela funciona e onde pode ser aplicada, acompanhe a leitura.

Conceitos importantes sobre a eletroforese

Quando falamos de eletroforese é possível que se pense diretamente em um equipamento. Na verdade, estamos nos referindo a uma técnica que engloba alguns componentes variados para funcionar. Entenda melhor com as explicações abaixo.

O que é e para que serve a eletroforese?

A eletroforese é uma técnica que visa separar determinados elementos, através do movimento de partículas em um meio que pode ser um gel ou um fluido submetido a um campo elétrico. É usada para separar moléculas pelo tipo de carga, massa molecular e força de ligação que possuem.

Pode ser aplicada para separar diversos compostos como ácidos nucleicos, proteínas, plasmídeos e outros. É muito comum porque é um procedimento de baixo custo, de fácil manuseio e que apresenta um resultado de forma rápida, além da possibilidade de ser utilizado em diversas áreas para finalidades distintas.

Como funciona a técnica?

Há, principalmente, dois fatores que podem afetar o movimento de partículas em um meio, a carga e o tamanho da amostra. De acordo com a carga, as partículas negativas migram para o polo positivo, já as positivas vão para o lado negativo. Com relação ao tamanho, as moléculas menores se movem mais rapidamente que as maiores.

Há outras questões que também podem afetar a mobilidade de partículas como a concentração do meio em que estão sendo separadas, além da força de atraso eletrostática.

Na prática, o funcionamento acontece com a aplicação das amostras e a imposição de uma diferença de potencial ao meio. As partículas são separadas e visualizadas por meio de marcadores, que podem ser distintos, dependendo do tipo de eletroforese utilizada. Quer saber um pouco mais sobre os principais tipos de eletroforese? Veja abaixo!

Tipos de eletroforese

A eletroforese é uma metodologia laboratorial muito versátil, sendo aplicada em diversos âmbitos e variadas finalidades. Esse seu papel multifuncional, com relação às áreas de aplicação, se deve pelo fato de possuir muitos tipos que permitem a sua utilização de maneiras diversas. Veja abaixo alguns tipos de eletroforese que podem ser usados, além de suas principais peculiaridades.

Eletroforese de afinidade

Nesse tipo, as partículas são divididas de acordo com a interação entre elas.

Eletroforese capilar

Essa técnica é muito usada para separar íons, para isso utiliza um tubo de vidro e sua principal vantagem é a rapidez em que os resultados são demonstrados.

Eletroforese em papel

Nessa metodologia utiliza o papel filtro ou o acetato de celulose, onde as amostras são aplicadas, além da solução tampão e utilização de eletrodos para proporcionar a movimentação das partículas. Após essa etapa é preciso utilizar técnicas para detectar a localização das amostras.

Eletroforese em gel

É um dos tipos mais utilizados e pode ser feita em gel de poliacrilamida ou agarose. É comumente utilizada para separar ácidos nucleicos e proteínas. Após a produção do gel, as amostras são colocadas em poços e submetidas à diferença de potencial. Posteriormente podem ser sujeitas a técnicas para detecção das partículas.

Imunoeletroforese

É utilizada para dividir muitas macromoléculas e se diferencia das outras técnicas por separar através da reação a anticorpos específicos.

Eletroblotting

É uma técnica utilizada para recuperar macromoléculas após essas terem sido submetidas à eletroforese. Para isso, utiliza-se uma membrana, na qual as partículas são transferidas e podem ser analisadas utilizando outros métodos.

Eletroforese em gel de campo pulsado

Essa metodologia é muito utilizada para separar macromoléculas grandes. Por serem maiores, esses compostos tendem a se mover juntamente, com isso, modificar o campo elétrico dá a essas macromoléculas outros caminhos a percorrer. É uma técnica mais demorada que a convencional, contudo, é a mais adequada para separar moléculas
maiores.

Foco isoelétrico

Para proteínas, que possuem a carga elétrica de acordo com o pH do meio, esse tipo de técnica de separação é o mais adequado, já que separa as moléculas com relação ao seu ponto isoelétrico.

Eletroforese bidimensional

Nesse tipo de eletroforese são combinadas duas metodologias, a do foco isoelétrico e a eletroforese em gel comum.

Aplicações da eletroforese

A eletroforese é muito importante em diversos âmbitos, principalmente em pesquisas laboratoriais. Abaixo você verá algumas áreas em que a eletroforese pode ser aplicada.

Área forense

A eletroforese é bastante utilizada na área forense, principalmente em conjunto à técnica denominada PCR. Nesse âmbito, a eletroforese é importante por permitir comparar as amostras de DNA encontradas em uma cena de crime, por exemplo, com o DNA dos suspeitos.

Genética

Na genética, a eletroforese é uma técnica fundamental. Assim como na área forense, permite comparar o DNA da criança, da mãe, além do DNA dos supostos pais.

Ao examinar partes específicas do genoma, é possível ter um resultado com confiabilidade de 99,9%, já que é muito difícil duas pessoas possuírem sequências iguais nesses trechos.

Microbiologia

Essa técnica também é bastante utilizada na microbiologia, permitindo identificar os mais variados micro-organismos através da análise de seu DNA, RNA e proteínas em geral.

Bioquímica

Especialmente na química, a eletroforese é importante para identificar a expressão proteica em variados ensaios.
Análises clínicas. No âmbito das análises clínicas, a eletroforese pode ser um importante meio para diagnóstico de determinadas doenças. Como exemplo disso, podemos citar a anemia falciforme, que pode ser detectada após exames de eletroforese que identificam as hemoglobinas atípicas.

Conclusão

A eletroforese é uma técnica muito importante e, em alguns casos, essencial para várias aplicações. Possui variados tipos, com características distintas, permitindo que essa metodologia seja utilizada em muitas áreas desde o âmbito forense, até em análises clínicas e pesquisas laboratoriais.

Na loja Roster você pode encontrar cubas e fontes para eletroforese das melhores marcas com entrega rápida e pagamento parcelado, com nota fiscal e garantia.

Acesse: lojaroster.com.br/equipamentos-laboratorio/eletroforese

Compartilhe